Oi, oi, março!

A nova temporada do Planeta de Leitores MA já está acelerando corações! Neste primeiro encontrão, como é sabido (reveja anúncio aqui), quem aterrissa aqui na ilha é o Eduardo Cilto com seu livro “Traços” <3

Booktuber do canal Perdido nos Livros, Edu é gente como a gente: leitor apaixonado, viciado em séries, funciona à base de música. É carismático, muito bem humorado e já realizou um bocadinho de sonhos desde que começou o canal – como conhecer o autor John Green (!!!) e escrever um livro! Edu também já promete mais um pra nossa estante e novos projetos.


Neste março, venha bater um papo maneiro conosco! Um Papo Jovem Adulto, para discutir “Traços” (seu livro de estreia), literaturas jovem adulta (Young Adult - YA) e a representatividade de geração em um momento tão significativo. Além de ver o autor ao vivo e de pertinho, você pode participar, com perguntas, comentários, tirar foto e ter seu exemplar autografado <3

E não para por aí. Para enriquecer mais a dinâmica do evento, teremos convidados locais de apoio. Vem conhecer!

Nathália Batista

Psicóloga, bacharel em Segurança Pública, graduanda de Direito, especialista em Ciências Jurídicas. Escritora das obras Desencontros e Desencantos e Simplesmente Alice, é uma leitora apaixonada pelos mundos proporcionados pelas histórias.

Pedro Corrêa

Paraense, 23 anos. Formado em Interprete Criador em Dança pela UFPA. Graduando em Biblioteconomia pela UFMA.  Colunista no Blog Gnoma Leitora. Administrador do perfil literário @caisdaleitura, e, amante de livros, músicas, chocolates e series.

Mediadoras

Janine Durann

Formada em Pedagogia pela USP, atualmente assessora o Instituto C&A, no Programa Prazer em Ler, a editora Planeta, com o Programa Planeta de Leitores, e outras iniciativas de democratização da leitura e projetos de cidadania, por meio de sua empresa Jnana Consultoria – Educação, Cultura e Rede. 

Fernanda Araújo

Bacharel em Direito no CEUMA, especialista em Criminologia, Segurança Pública e Política Criminal na Universidade Anhanguera, advogada, assessora de promotor de justiça em Santa Inês, foi colunista no caderno Na Mira, do jornal O Estado do Maranhão, é coordenadora geral do Clube do Livro Maranhão, mediadora de encontros e administradora do blog Caçadora de Livros.


PROGRAMAÇÃO DO EVENTO:
14h30 Credenciamento do Evento
15h00 Início do Planeta de Leitores
16h30 Sessão de Autógrafos com Eduardo Cilto


AVISOS

– A partir das 14h30min, a equipe do Clube do Livro MA estará realizando o credenciamento das pessoas (nome e e-mail) e recebendo perguntas por escrito – o leitor também pode fazer perguntas no microfone, na hora. Essas questões podem ser repassadas à equipe antes ou durante o encontro; serão direcionadas ao escritor convidado após o debate. Pedimos que as perguntas sejam diretas e, se escritas, que no papel conste identificação do(a) seu(sua) criador(a).

– Todos os participantes do evento poderão ter seu exemplar (“Traços”) autografado e tirar duas fotos com o escritor. Todas as fotos com o escritor serão tiradas pela equipe do Clube do Livro MA e compartilhadas no álbum IV Planeta de Leitores MA, que será criado na nossa página do Facebook. Isso facilitará a organização da fila para os autógrafos. Por favor, não tente burlar isso! Não seja desrespeitoso com o convidado, com a organização ou com quem está na fila. A nossa equipe está preparada para realizar intervenções.

– Somente APÓS a sessão de autógrafos que o público pode tirar fotos e/ou gravar vídeos com celulares pessoais, com consentimento do autor.

– Evento gratuito com cadeiras limitadas.

– Os leitores podem antecipar perguntas, enviando-as pelos nossos perfis das redes sociais (por DM, inbox, reply, comentários). 


Marque presença aqui no link do evento 
e não deixe de convidar amigos leitores para este encontrão!

IV Planeta de Leitores MA com Eduardo Cilto
Papo Jovem Adulto – Traços e Sessão de Autógrafos
Dia: 25/mar
Horário: das 15h às 18h
Local: Livraria Leitura, São Luís Shopping
ENTRADA FRANCA!
  

Acompanhem-nos nas redes sociais #clubedolivroma #planetadeleitores 
#planetadeleitoresma #maranhãodeleitores

Curta o Clube do Livro - MA no Facebook
Siga o @ClubedoLivroMA no Twitter e Instagram

Criado: Aaron Martin
Estrelando: Katie McGrath, Brandon Jay McLaren e etc...
País: EUA
Gênero: Terror, Suspense

Sinopse: Anos depois do assassinato sinistro do seus pais, uma mulher volta à sua cidade natal e descobre que um assassino em série está recriando crimes antigos.

 Essa série eu achei por acaso fuçando o Netflix. Estava em casa com meu primo e meu irmão e como gostamos de terror resolvemos arriscar. Assistimos dois eps em um sábado e gostamos logo de cara, os efeitos ficaram bem reais e logo uma das primeiras cenas do piloto me conquistaram, mas calma ainda tem muito chão.

Depois desses dois eps meu primo foi embora e meu irmão ficou me enrolando para assistirmos juntos e eu cansei e fui ver sozinha kkkkkkkkkkkkkk, por que sou dessas.

Para quem já assistiu Scream como eu vai ver que é quase no mesmo embalo, a diferença fica nos motivos para tais assassinatos. O primeiro Carrasco (como é chamado) matou apenas um casal que são os pais da Sarah (nossa protagonista). Onde ele tem uma faca, não... um facão ou uma peixeira por que aquilo é enorme e tem dentes que ao furar ou cortar sai rasgando tudo. Ele mata seus pais e a retira da barriga da mãe.

A sua ideia de esconder o rosto foi maravilhosa até por que escolheu o momento ideal o Halloween para começar o seu legado.


Que tal conhecer um pouco mais da cidade de Waterbury?
Aparentemente ela é pacata e é interiorana, mas bem estruturada. O foco da série é observar as pessoas, posso dizer que teve certos casos ali que eu fiquei chocada, pois nunca imaginei que pudesse ser o que foi. A série é uma mistura dos filmes: 7 pecados capitais e O silêncio dos Inocentes. Creio que se não assistiu a série e viu os filmes vai ligar algumas coisas deles a série. Pois, nossa protagonista meio que da uma de detetive sem ser nada disso.
Eu achei que a série poderia ser melhor, na verdade tinha tudo para ser melhor, mas revelar quem é o assassino cedo demais não deu muito certo.
Quanto aos personagens eu achei a protagonista sorridente demais principalmente em cena de risco. Mas tem pessoas que tem a feição assim e é complicado na hora de atuar. #sóacho

Personagens que mais participam da série:


Sarah Bennet: Quando a série começou e vi que era a atriz do filme O Príncipe e eu aí eu fiquei logo interessada. Ela não atuou muito bem nessa série. Ficou mecânica demais e suas feições do rosto deixavam ela sorrir muito.

Dylan Bennet: Marido da Sarah.Na hora em que ele apareceu eu disse: Ranger vermelho, você por aqui?
kkkkkkkk Não teve como não lembrar. Ele atuou perfeitamente, mas as partes dele ainda ficaram estranhas a pressão para ser suspeito ficou forçada.


Cam Henry: Amigo de infância da Sarah e filho dos melhores amigos do seus pais. Quando o vi eu já queria cena dele sem camisa, apenas. Um ótimo ator. Para a proporção dos fatos. Nunca assisti nada com esse ator, mas gostei.



Tom Winston: Esse é nosso assassino, mas não o nosso Serial Killer. Ele que desencadeou a onda do Carrasco. Aparece pouco, mas em formato informativo sobre os assassinatos, mas de grande influência para a série.

Ao meu ver a série foi mediana, mas da para curtir. Eu não vi necessidade de ter segunda temporada, mas caso tenha e se começar pelo final desta não sei se vai funcionar. Bjos.

Título: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 392

Skoob | Compare e Compre

Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão.
Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.






Hey cupcakes! Hoje é dia de preparação para ganhar livros, isso porque agora em 24 de fevereiro o Interrupted Dreamer vai comemorar seu 5° ano de existência e vai ter livro e muito mimo pra vocês!


É isso aí gente! O bloguinho amado está fazendo 5 aninhos e a ideia aqui é juntar alguns amiguinhos e cantar o parabéns.. .Que tal a ideia do presente ir pra você? Isso mesmo! São 12 livros e muitos marcadores pra vocês!  Quero agradecer a vocês pela parceria, pela visita, pelo comentário e por fazerem o ID ser um bloguinho cheio de palavras e amor, é claro!

Vamos ás regrinhas, antes de tudo?

REGRAS:

- 1 ganhador para cada kit
- Obrigatório ter endereço em território brasileiro
- Entradas opcionais garantem chances extras no sorteio
- Cada blog ficará responsável pelo envio do seu respectivo prêmio
- Os blogs não são responsáveis por extravio ou perda por conta dos correios
- Cumprir todas as regras obrigatórias de cada formulário
- O sorteio terá início em 30 de janeiro e término em 03 de março de 2017
- O resultado será divulgado no blog em até 05 dias após o término do sorteio
- Os ganhadores deverão responder o e-mail de contato em até 48 horas, senão o sorteio será refeito.
- Os blogs terão prazo de 45 dias para enviar o prêmio
- Perfis fakes ou promocionais serão desclassificados

Kit 01

a Rafflecopter giveaway


Kit 02



E aí, que acha de participar? ;) Boa sorte!

Beijocas!


Titulo: O Cavaleiro de Bronze #1
Autor: Paullina Simons
Editora: Novo Século
Ano: 2013
Páginas: 504

A Segunda Guerra Mundial ainda não havia alcançado a cidade de Leningrado, onde as duas irmãs Tatiana e Dasha Metanova viviam, dividindo um pequeno cômodo com seu irmão, seus pais e avós.Tudo muda quando as tropas de Hitler atacam a União Soviética e ameaçam invadir a grande, mas decadente, cidade. Fome, desespero e medo tomam conta de Leningrado, durante o terrível inverno no qual a cidade foi submetida ao cerco alemão. No entanto, a luz do amor é sempre capaz de iluminar a mais profunda escuridão. Tatiana conhece Alexander, um jovem e corajoso oficial do Exército Vermelho. O rapaz, forte, confiante e guardando um passado misterioso e problemático, e sente-se atraído por Tatiana — e ela por ele.O amor impossível de Tatiana e Alexander ameaça agora dividir a família Metanova. E que segredo é esse que se esconde no passado do soldado, tão devastador quanto a própria guerra?

QUE LIVRO É ESSE BRASIL? QUERO QUE TODOS POSSAM LER ELE, MAS AO MESMO TEMPO TENHO CIÚMES DELE. 

Tenho uma frase de John Green, que define bem isso: "Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam."

Só queria agradecer as meninas do grupo New Adult que me indicaram ele, elas falaram tanto, tanto, tanto dele que fiquei mega curiosa e resolvi ler. E agora me pergunto o motivo de não ter lido ele antes, mas valeu a pena esperar por algo tão maravilhoso e me surpreender a cada página lida pela preciosidade que este livro é.
Esse livro despertou em mim sentimentos impares, este livro é tão singular, único, que é impossível descrever em palavras, só você lendo para saber.
Eu já terminei este livro faz algum tempo, mas não tava conseguindo fazer uma resenha por conta da minha ressaca literária. E ainda está sendo difícil falar sobre ele agora, pois ainda não li os outros que faltam e não sei como vai terminar e vejo que ainda tem muito choro pela frente, e é disso que eu gosto (sou masoquista kkjkkk), mas também tem felicidade. 
Antes de começar a resenha vou contar um pouco sobre a história. Para quem não me conhece eu amo livros, filmes, séries sobre a 2ª Guerra Mundial. É o meu assunto favorito de história, pois sempre que eu leio ou assisto algo sobre me instiga a tentar pelo menos entender o que leva o ser humano a fazer coisas horríveis e inimagináveis com o seu semelhante e nunca chego a uma conclusão plausível e por isso continuo procurando sobre esse assunto, mas acredito que nunca realmente vou conseguir compreender de fato os motivos das pessoas, irei apenas tentar fazer diferente e sofrer com as dores de milhares de pessoas.
Enfim esse livro logo me chamou atenção pelo seu contexto histórico e ainda mais que nunca tinha lido nenhum livro sobre a guerra na União Soviética. Vamos com alguns fatos que encadearam o enredo do livro: Hitler assinou um pacto de não agressão com Stalin, que era o czar da União Soviética (atual Rússia). Entretanto, como Hitler era muito ambicioso e queria conquistar vários territórios para si, em 22 de Junho de 1941 ele resolve quebrar o pacto que fez com Stalin.O cerco de Leningrado durou 900 dias deixando muitos civis e soldados mortos, porém o maior estrego não foi causado pelo exercito alemão, e sim por causa da fome, doenças e pelo frio intenso. O cerco de Leningrado foi abandonado pelos alemães em 1944, que custou a vida de 1,5 milhões de pessoas (a maioria civis).
E foi quando a população de Leningrado descobriu que Hitler resolveu quebrar o pacto com Stalin, em 22 de Junho de 1941, que nossa história começa. Conhecemos Tatiana uma jovem de 16 anos que mora com seus pais, avós e dois irmãos em dois quartos numa casa e ainda divide essa casa com outras famílias. Os pais de Tatiana mandam a jovem comprar alimentos para a casa, mas ao chegar no mercado Tatiana vê o número enorme de pessoas na fila (as pessoas estavam desesperadas por causa do iminente ataque dos alemães) só para entrar, que resolve tentar comprar em outro lugar que é mais longe. Como é jovem e sem experiência Tatiana não conhece os horrores da guerra e nem sabe o que ela pode causar (mas ela vai descobrir logo),por isso ela está despreocupada e resolve comprar um sorvete e é agora que conhecemos nosso herói maravilhoso (*suspiros de uma pessoa totalmente apaixonada por esse homem*). Tatiana está sentada no ponto de ônibus comendo seu sorvete e quando ela olha para o outro lado da rua vê um soldado a observando e aí começa a nossa história que vai enfrentar várias coisas para enfim ficarem juntos. Eu amei tanto esse primeiro encontro deles, eu fiquei contando ele várias vezes para minha irmã, dizendo que nunca o crush ou oppa faz isso kkkkkkkkkk. 
Tatiana e Alexander começam a conversar e você logo vê as faíscas saindo no ar, a química e a empatia entre eles é inevitável. Tatiana vê em Alexander um homem bonito e que é capaz de despertar nela sentimentos nunca sentido e por sua vez Alexander vê em Tatiana uma luz na sua vida escura e um balsamo para esquecer da guerra e dos horrores sofridos. Mas para viver esta história de amor eles iram enfrentar a família, a morte, fome, frio, entre outras coisas que você só irá descobrir se ler. Será possível um amor nascer na guerra? Num cenário de horror seria possível esse amor sobreviver? APENAS L E I A...

Quero falar que isso não é apenas uma história de amor entre dois jovens, mas também é uma história sobre família, os horrores da guerra, o crescimento forçado para enfrentar as situações da vida, força de vontade, a felicidade no meio da guerra, sobrevivência, nascimento de coisas bonitas e que ainda existe pessoas preocupadas com o outro mesmo com pouco para oferecer, mas também tem o egoísmo e todo o lado feio e mal do ser humano.

“Tatiana tinha imaginado seu Alexander desde que era uma criança, antes que ela acreditasse que alguém como ele era mesmo possível. Quando ela era uma menina, sonhava com um mundo muito bom onde um bom homem caminhava por suas estradas sinuosas, talvez em algum lugar em sua alma errante procurando por ela."
“Amar é quando ele esta com fome e você o alimenta. Amar é saber quando ele está com fome.” 


"Ela estava entrincheirada. Ela cavou uma trincheira chamada Alexander em torno de si, e não podia escapar. Tatiana vivia por aquela hora da noite com ele que a impulsionava para o futuro, e para os dolorosos sentimentos recém formados que ela não conseguia expressar nem compreender. Amigos caminhando ao luminoso anoitecer. Não havia mais nada que ela poderia ter dele, e não havia nada que ela desejasse mais dele além daquela hora ao final de seu longo dia, quando seu coração batia e sua respiração ficava mais curta e ela estava feliz."


“À medida que os dias passavam, Tatiana percebeu que era jovem demais para esconder bem o que estava em seu coração, mas adulta o suficiente para saber que seu coração estava em seus olhos.”

Se você ainda não leu o segundo pare bem aqui. Pois, pode contem spoilers.




Título: O Cavaleiro de Bronze # 2 O Portão Dourado
Autor: Paullina Simons
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 432



No início da guerra, em 22 de junho de 1941, o dia em que Alexander e Tatiana se conheceram, havia três milhões de civis em Leningrado. Na primavera de 1942, apenas um milhão de pessoas permaneciam ali. E o cerco não havia terminado. Depois de deixar Tatiana e Dasha Metanova dentro de um caminhão que seguia pela Estrada da Vida com destino a Molotov, Alexander não tinha nada além de esperanças. Não havia uma única correspondência sequer de Dasha ou Tatiana, nada que indicasse que ambas haviam chegado em segurança a seu destino. Na segunda parte de uma das maiores sagas de amor de todos os tempos, será praticamente impossível conter a emoção ao acompanhar a busca obstinada do ilustre oficial do Exército Vermelho, Alexander Belov, por sua Tatia. E ainda mais arrebatador presenciar se eles conseguirão viver esse intenso amor diante de tantas ameaças, em meio ao cruel cenário da Segunda Guerra Mundial.


No parte 1 do primeiro livro vemos a chama do amor nascendo e nesse vemos ela queimando mais ainda. Com a ajuda de Alexander Tatiana e a sua irmã conseguem deixar Leningrado, a fome, o frio e o cheiro da morte que as persegue para trás, mas Alexander tem que ficar em Leningrado para combater o exército alemão e não consegue ter nenhuma notícia das duas e preocupada com a sua amada ele resolve ir atrás da jovem depois de 6 meses sem nenhuma carta dela.
Depois de presenciar e sofrer os horrores da guerra Tatiana não é a mesma garota inocente e despreocupada de antes, o crescimento da mocinha é visível e emocionante. Para mim a grande surpresa desse livro foi Tatiana, ela se tornou a minha mocinha predileta, a guarra, força de vontade e viver dessa menina é emocionante ver toda a evolução dela <3 E não posso deixar de falar nessa resenha sobre Alexander (ou Shura para os íntimos que é apenas eu), confesso que neste livro fiquei ás vezes com um pouco de raiva dele, mas ele compensou isso de tantas formas que até agora me deixam de queixo caído e suspirando/sonhando...
Esta segunda parte acabou literalmente comigo, a minha ressaca literária está tão ruim que está me atrapalhando de prosseguir com a história, já faz quase uma semana que terminei este livro, mas não consegui ler o próximo, estou tentando preparar meu psicológico que está acabado.
O que eu vou falar vai ser muito clichê, mas eu tenho que falar: quando eu li este livro me senti numa montanha russa (tipo assim: agora é felicidade demais uuuuuh, agora lá vem a tristeza aaaah, felicidade novo e tristeza, e felicidade e tristeza)... Mas acredito que essa é a beleza do livro, a forma que a Paullina escreve consegue te prender do inicio ao fim e desperta em você sentimentos tão contrários e isso ao mesmo tempo kkkkk. Eu não vou me aprofundar muita na resenha desse livro, pois eu posso contar um spoiler sem querer, então leia a primeira parte por favor.
Neste livro vemos que a força do amor é capaz de tudo, vemos o amor finalmente ganhando, mas também vemos o que a guerra faz com os homens e vemos esse amor sendo ameaçado constantemente, sendo que algumas vezes vence e outras...  

Agora eu vou respirar bem muito e juntas meus caquinhos que estão no chão para poder ler a continuação dessa história maravilhosa e espero que vocês amem esse livro como eu amo e quero muito ouvir a opinião de vocês sobre ele, quando vocês tiverem lido.



“Tania, eu fui enfeitiçado por você desde o primeiro momento em que lhe vi. Lá estava eu, vivendo minha vida depravada, e a guerra tinha acabado de começar. Minha base estava uma completa desordem, pessoas correndo por aí, encerrando contas nos bancos, retirando dinheiro, pegando comida dos mercados, comprando a Gostiny Dvor inteira, se alistando no exército, enviando seus filhos para acampamentos -” Ele interrompeu, “E em meio a meu caos, lá estava você!” Alexander sussurrou apaixonadamente. “Você estava sentada sozinha nesse banco, impossivelmente jovem, uma loira de tirar o fôlego e adorável, e você estava tomando sorvete tão despreocupada, com tanto prazer, tamanha delícia mística que eu mal pude acreditar no que via. Como se não existisse nada no mundo naquele domingo de verão.”


“Quero que você saiba que, se algo acontecer comigo, não se preocupe com meu corpo. Minha alma não vai voltar para ele, nem para Deus. Ela vai flutuar direto para você, onde sabe que pode lhe encontrar, em Lazarevo. Não quero estar com reis nem com heróis, mas sim com a rainha do Lago Ilmen.”



“E Tatiana sentou perto dele e sussurrou. Tudo o que desejo é que meu espírito seja ouvido através de sua dor. Estou sentada aqui com você, derramando meu amor dentro de você, gota a gota, esperando que você me ouça, esperando que levante sua cabeça e sorria para mim novamente. Shura, você consegue me ouvir? Você consegue me sentir, sentada diante de você, lhe mostrando que ainda está vivo? Você consegue sentir minha mão sobre seu coração batendo, minha mão lhe dizendo que eu acredito em você, acredito em sua vida eterna, que você sobreviverá a tudo isso e criará asas para sobrevoar a morte, e quando abrir seus olhos novamente, eu estarei aqui. Eu sempre estarei aqui, acreditando em você, esperando por você, lhe amando. Estou bem aqui. Sinta-me, Alexander. Sinta-me e viva. Ele viveu.”

~ Meninas vou dar uma explicação rápida do motivo de eu ter feito duas resenhas em uma. Este livro foi escrito pela autora como sendo único, mas ao ser lançado no Brasil ele foi dividido em duas partes. Eu li em pdf, mas pretendo comprar os livros em breve, e por cauda disso não coloquei em que página está as citações. ~ 


E o que não pode faltar é aquele velho tempinho para assistir um filme maravilhoso. Muitos são feitos para refletir, encorajar e ficar alerta. Outros para amar, chorar e precisar de carinho. É uma mistura de emoções que a gente nem sabe o que dizer. São filmes que foram lançados esse ano e que assistimos esse ano.

O Bom dinossauro: Gente eu nem sei o que dizer, sabe. Fui com meu filho por que achei o trailer lindo e me surpreende com o tanto de informação e emoção que esse filme passa, não só para a criança, mas para a família. Ele fala de união, companheirismo, amor e acima de tudo dos valores de uma família. Chorei horrores e cobri meu rosto com o paninho do meu filho para ele não ver kkkkk.


A Escolha: Esse eu queria ler o livro antes de assistir, mas eu não senti vontade quando a Netflix colocou eu dei um tempo para ver, mas quando assisti eu pensei: por que não vi antes? Gente o filme é lindo demais, chorei horrores também (ando muito sentimental esse final de ano). O casal em si tem ma química sem noção e o amor, a tragédia e a desilusão é um dos grandes conceitos desse filme. 


Pets: Que animação amorzinho demais. Também levei meu mini-leitor (filho) junto e ele adorou assim como eu. O que os pets penam. É uma outra forma de ver as coisas, mesmo que possa não ser igual, mas eles nos amam e nos protegem como fazemos por eles. Mostra que ter um animal em casa não é só dizer que tem, mas saber zelar por ele como um filho.


O quarto de Jack: é uma adaptação do livro Quarto de Emma Donoghue. Eu assisti esse filme em uma ganbiarra que fiz no Note kkkkkkk. (nada ilegal ¬¬). Foi indicação da Julyana do bookgram Sintonia com os livros <3 . Eu fui sem expectativa alguma e não é que eu acabei o filme em lágrimas? Quem segue nosso ig viu que falei dele por lá e NOSSA filme muito forte, para as coisas simples que ele tem. Fala de família, estupro, filhos gerados do mesmo e como se comportar com essa decisão. São assuntos difíceis e opiniões controversas e um filme muito bem feito.


A vida acontece: Bom, foi uma grande surpresa esse filme, não é recente mas só assisti ano passado. Eu o considerei como um drama pessoal, pois ser mãe tão jovem não está no plano de muitas mulheres. Me senti muito ligada ao filme por que mostra a dificuldade de ser mãe, trabalhar e não ter com  quem deixar o filho, tempo que você não sabe quando terá e namorar (Gente isso é difícil para caramba) e quando você diz que tem filho parece até que passou repelente. O filme aborda esses temas de forma cômica e não tem como não gostar.


The Game (Vidas em jogo): Gente esse é um filme super antigo e eu não sabia de sua existência. XD Meu irmão que quis  assisti e então eu fui. Esse não é qualquer filme ele tem o foco de te fazer pensar na vida. E se seu presente de aniversário fosse você saber o verdadeiro sentido de sua vida? Mudar o que era uma vida de luxo e solitária se tornar algo mais significativo? Não perca a chance de ver esse filme ele é maravilhoso.



Titulo: Novembro, 9
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Ano: 2016
Páginas: 352

Skoob | Compre e Compare

Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?


Sempre que falo de livros da CoHo sou altamente suspeita por que gosto muito do jeito que essa mulher escreve, mas percebo também a evolução de sua escrita e temas abordados.
Não é de hoje que ela gosta de causar. Tratar de temas delicados com uma abordagem bem mais macia e penetrante para o leitor. Corre o risco de transbordar lágrimas, então leia sempre com um lenço a mão.
O último que li foi Talvez Um Dia e fiquei impactada e quando comecei esse eu já senti que deveria ficar atenta. Os protagonistas Fallon e Ben se conhecem por "acaso" (depois que lerem vão saber o porque das aspas) no dia 9 de novembro um dia muito marcante na vida dela.
No primeiro instante vemos uma relação conturbada entre pai e filha e NOSSA o pai da Fallon da vontade de esganar de tão ridículo que é com a filha. A menina já se sente reclusa pelas marcas que tem no corpo e por perder a chance de atuar por causa delas e o pai acaba por deixar ela ainda mais para baixo. Não vou mentir, tem pais que em vez de levantar a cabeça do filho só faz afundar cada vez mais.

- Uma das coisas que sempre tento lembrar a mim mesma é que todo mundo tem cicatrizes - diz ela. - Muita gente tem umas ainda piores do que as minhas. A única diferença é que as minhas são visíveis e a da maioria das pessoas, não. (pág. 76)
 As vezes para uma pessoa assim é preciso um a intervenção  e é ai que o Ben entra para salvar o dia. A gente nunca está preparado para que um estranho nos defenda mais que alguém que conhecemos a vida inteira. E esse dia não podia ser mais louco. Ben é um cara totalmente descontraído e eu logo me apaixonei, tenho uma queda por rapazes que me fazem sorrir e esse não só fez a Fallon sorrir como eu. Era como eu fosse ela no exato momento em que ele aparece. <3
O dia 9 de Novembro ficou marcado. Depois de metade do dia com Ben, o escritor (apelido dado por Fallon depois que descobre que ele está escrevendo um livro) e que ele acha o encontro deles um bom motivo para escrever uma nova história e como Fallon está de mudança ele marcam a data que se conheceram para se encontrar todo ano. Não é lindo? Ahahahahahha. O livro me lembrou Simplesmente Acontece kkkkkkkkk esses aperreios do destino. E sabe lá o que pode ter acontecido durante esse longo ano longe, sem telefone, sem e-mail, sem facebook e sem nada, absolutamente NADA por que a Fallon achou melhor assim. Estranho, mas assim foi.

Nossa será que ele está...
Ele está.
-Ben - digo, semicerrando os olhos. - Você está...me booksting?
Ele ergue uma sobrancelha.
- Booksting?
- É. Quando um cara gato fala de livros com uma garota. É como sexting, só que é falando e tem livros em vez de sexo. Nem tem a ver com mensagens de texto. Tudo bem, não tem nada a ver com sexting, mas fez sentido na minha cabeça. (pág. 114)

Sabemos por alto o que se passou nessa distancia toda a cada encontro. São ao todo 6 encontros e 1 a parte por que foi o que se conheceram. Então são 7 capítulos muito bem construidos e personagens com características e presenças marcantes. A cada ano que passa conhecemos pessoas novas em volta desses dois personagens enriquecendo história. Mas como quem já acompanha os livros da autora sabe que ela adora fazer surpresas. U.U


Por isso repito: prepare o coração e a mente. Essa mulher gosta de arrasar com o leitor e da cada susto que meu pai. Não aguento. É cada tiro que se não desviar acerta.
Entrou para os meus favoritos. Um livro que trata de amor a distância, de família, de vergonha alheia, de apoio moral, de feridas que não precisam ter marcas para doerem tanto e claro temos um resquício de Tate e Miles de Ungly Love <3
Um foi a cura do outro, mesmo depois da loucura que era a vida do dois.

 
Série: Homens Marcados
Titulo: Na sua pele #3
Subtítulo: Rule
Editora: V&R Editora
Ano: 2015
Paginas: 328

[Resenha] Na sua pele #1
[Resenha] Notas quentes #2

Skoob | Compare e Compre

Rome Archer é um herói de guerra, mas acabou de deixar o exército e está completamente perdido. O mais velho e musculoso dos irmãos Archer tornou-se um animal selvagem e precisa de alguém que o pegue de jeito.
A desbocada gerente do estúdio de tatuagem Homens Marcados, Cora Lewis, sempre soube manter os rapazes na linha. Mas por trás de toda sua atitude e jeito descolado, ela sonha em encontrar o amor perfeito.
As tatuagens cheias de cores espalhadas pelo corpo dela contrastam com as cicatrizes na pele dele. Há uma grande tensão entre os dois... E quando mundos tão opostos se juntarem será como uma explosão de fogos de artifício: intensa e colorida.

Gente o que dizer desse livro. Só que é muito amorzinho. Ahahahahaahah
Quando procurei sobre a série eu já amava o Rome antes mesmo de ler seu livro, mas preferi ter calma e ler os dois primeiros até chegar nele. O homem é grande kkkkkkk e pelo livro é de todas as formas.
A série condiz com os garotos, mas esse é diferente. As marcas dele não são de tatuagem, mas sim da guerra. Só quem foi a uma sabe do que estou falando. Não são só marcas na pele, como na alma e a do Rome está bem ferida. E como se isso não bastasse o coração dele também, logo ele que era a balança da família, o prudente e o equilibrado virou desestruturado, sem rumo e indiferente.
Ninguém ousava ser tão direto com ele, pois ele que sempre era a razão dos outros até ele encontrar a Cora. kkkkkkkkk Momento maravilhoso esse.

Nós ficamos ali, no encarando em silêncio. Vi que a veia do pescoço dele estava pulsando e mordi os lábios. De repente, parecia que éramos as únicas pessoas da face da Terra, e que o tempo tinha parado naquele quarto. Eu começava a achar que minha ideia de perfeição era absolutamente chata, e que eu era uma idiota por ter pensado durante tanto tempo que era isso que eu queria. Alguém louco e descontrolado era muito mais excitante do que alguém certinho e pé no chão. Agora só precisava ser correspondida.

Assim como os rapazes ela também não teve uma vida 100% sem marcas. Ela é tatuada, mas com um coração doce, pequena, mas forte essas são algumas das suas qualidades. Ela não tem medo de abrir o verbo para os rapazes até encontrar o Rome que deixa suas estruturas desequilibras (assim como as minhas). Só a chegada dele já é de tremer o chão. Esses dois me pegaram de jeito.
O livro fala de traumas de guerra, amor, família e muita amizade. Os livros são finos e rapidinhos de ler. O legal de cada história é que você acompanha também os casais anteriores e o que anda rolando com eles nesse meio tempo. Aí da para matar a saudade.
Você vai amar o Rome, mas também vai ficar possessa em vários trechos e isso não deixa de ser uma linda história de amor. Aos poucos você também vai fazendo ligações dos outros rapazes que faltam encontrar um caminho na vida deles. O que falta em todos é isso: um foco e uma motivação. Eles tiveram lares desestruturados, todos eles e o conforto ficou na amizade, pois era isso que cria a chama, mas faltava algo para eles e a cada livro você acha o que os completa.


Não deixe de ler essa série e quem gosta de um Hot sem ser Pornô eu indico essa que é maravilhosa. <3

Nossa! Foi difícil selecionar as que mais marcaram e quantas series novas esse 2016 nos trouxe que o tempo fica muito limitado para as horas necessárias de maratonas. As séries que tiverem resenha o link estará no nome da série.


Sense8: Essa é uma série que veio para LACRAR. Sério. Muitas pessoas param por conta das cenas de sexo, mas por favor vir com pudor uma hora dessas? Brincadeira. Nem mostra nada. Enfim... A séries mostra problemas culturais, sociais e de gênero. Muita informação para uma sociedade conservadora e muitos não estão preparados para ver o que essa série tem a oferecer.


Degrassi: next class: É quase um sense8 juvenil, mas sem os senses e a parte de sexo, mas  engloba muito as questões sociais, raciais e sexuais também. A diferença é que o tema de certa forma é mais aberto não só na escola como com os pais. Eles passaram isso com outra roupagem e eu gostei muito por que não é só de preconceito que se vive, existe o lado bom também.


Stranger Things: É terror? Então vem que eu gosto. Essa série é no clima dos livros de Stephen King, com ar retrô e circunstâncias cientificamente estranhas. Na época dos anos 80 as experiências, a genética e a ciência estavam em alta. A série me lembrou muito os filmes O Nevoeiro e O Apanhador de sonhos, quem já assistiu vai entender. E uma das coisas que chamou atenção foi o fato de que os personagens chave são crianças e elas protagonizaram de uma forma que pareciam adultos e o foco da série é mostras a quebra entre nosso mundo e outro estando no mesmo espaço.Muito louco e aterrorizante.
 
  

Uncontrollably Fond: Esse ano foi tão bom, sério. Em 2016 eu descobri uma coisa tão linda: doramas... Já assisti uns 4 e quero assistir mais, porém esse em especial me tocou de uma forma tão surpreendente e pra quem leu a resenha que eu fiz no blog sabe disso. Quem não conhece ou nunca assistiu dramas asiáticos, por favor assistam, pois valem a pena e vocês se apaixonam.


The OA: Netflix só sabe lacrar com as suas séries Mano eu terminei ela faz um dia e estou numa ressaca tão brava, só olhando pra parede e pensando em tudo que aconteceu, tentando assimilar tudo. The OA virou minha favorita do ano de 2016. Sabe aquela série que te pega do início ao fim e você não consegue largar e quando acaba você quer mais? Essa é The OA <3 Se eu pudesse eu sairia com uma placa na rua escrito: "Assistam The OA", então só assistam...


Game of Thrones: Na minha lista de melhores de 2016 não podia faltar a minha série favorita. GOT está em sua sexta temporada. Com muitas reviravoltas, surpresas, teorias se tornando verdade, segredos sendo revelados, planos para tomar o trono, lutas, sangues e morte (o que não podia faltar), todos se preparando para lutar pelo trono e ainda dragões gostosos kkkkkk. E cada EP novo que saía era  um surto enorme na internet que até quem não assistia sabia de tudo. E só mais uma coisa: Batalha dos Bastardos <3




Daredevil: Já em sua segunda temporada continua contando a história de Matt Murdock e o que e quem ele precisa enfrentar para deixar a sua cidade protegida. A Marvel não decepciona e nessa temporada nova não é diferente, cada EP lhe prende do início ao fim. E não pode faltar a cena do corredor <3 e ainda conta com um anti-herói maravilhoso e que rouba a cena graças a isso vai ter série dele Aaaah <3

Esperamos que o 2016 tenha sido uma boa descobertas de mundos, personagens e superpoderes. Bjos! Edy e Mary.

Esses livro de alguma forma superam as nossas expectativas ou trouxeram algo inovador em seu enredo focando o diferente. Os que já possuem resenha no blog o link estará no nome do livro.



1. The Kiss of Deception - Mary E. Person

Eu já estava de olho nesse livro desde que vi a resenha no Geek Freak e fui atrás de tudo a respeito e quando a Darkside eu só disse: QUERO!
Por ser fantasia me ganhou logo. kkkkk Tenho fraqueza com esse gênero. Mas o que achei diferente foi você se tornar o detetive do enredo. A autora te confunde entre o príncipe e o assassino isso você terá que descobrir e é melhor ser antes de ser revelado para ter mais graça. A mocinha da história é bem diferente do que eu imaginava e conquistou meu coração. A história é na idade média e muito rica em detalhes sem parecer chato. Amei e tem resenha no blog.

 2. Talvez um dia - Colleen Hoover

Esse é um dos meus favoritos e a escrita é tão viciantes que eu só parei quando acabou.O enredo trás
alguns questionamentos, pois um dos focos principais é a traição. Talvez muitos larguem, mas o jeito como foi desenvolvido eu adorei. Nesta história ela também trata de deficiência, amizades e muita música. Gosto da CoHo tratar de assuntos fortes de uma forma diferente.





 
4. A thousand boy kisses - Tillie Cole

Eu descobri esse livro graças ao grupo de amigas no wpp: Leitura New Adult, as meninas não paravam de falar sobre o livro e não aguentei de curiosidade e resolvi ler. Sério eu fui ler sem nenhuma expectativa e ele me surpreendeu tanto que virou o favorito e de uma sensibilidade tão grande e com tantas lições de vida que é impossível não se emocionar e tentar mudar, graças a esse livro e aproveitar todos os momentos.





5. Desperately Seeking Epic - BN Toler

Outro livro que eu descobri graças às minhas amigas (obrigada amigas) foi esse e pense num livro
arrebatador (só consegui pensar nessa palavra para descrever). Não sendo diferente de A Thousand Boy Kisses ele nos dá um tapa na cara sobre lições de vida ( parece que eu gosto de lições de vida, para aprender mais), não podemos reclamar da nossa vida e sim amar cada momento e saiba que a vida é muito curta para ser sutil...



6. Novembro 9 - Colleen Hoover

Eu não poderia terminar o ano sem falar de uma das minhas autoras favoritas (e da Mary tbm): Colleen Hoover (CoHo).  Esse livro foi dificil escolher entre muitos que li dela, pois teve It ends with us (que até fiz resenha sobre ele) e que é maravilhoso, mas Novembro 9 me pegou que virou favorito 2016, não consigo colocar em palavras o meu amor por esse livro. Sério, eu comecei a ler e a cada palavra escrita me tocou e me identifiquei tanto que pensava que alguém estava escrevendo sobre mim rsrs. A Colleen é uma diva na maestria das palavras, qualquer diálogo que tem nos livros dela vira poesia. Achoo que ele é um dos meus favoritos da Colleen.


7. Too Late - Collen Hoover

Só está dando Collen aqui rsrsrsr. Essa história foi publicada no wattpad, mas como muitos ainda não Ungly Love traduziu para os fãs (super amei isso). Não gosto de ler pela plataforma, mas queria tanto ler esse livro que fui. Gente! Sem  palavras o enredo é de arrebentar com o coração e a mente, tem cenas muito fortes que a cada final de capitulo você quer saber mais por que é cada cena que você fica: What?
sabem ler em inglês a página
Fala muito de opressão feminina, escolhas, amor proibido, drogas e problema psicológico. É uma trama envolvente e eu super amei e quero ele físico, por que sim.



Essa série sei me conquistando de uma forma que nem eu sei como kkkk.
A personagem feminina é forte, o ambiente é bem descritivo, os seres que vivem por lá são fodas (desculpa a palavra, mas são) e não sei quem leu trono de vidro, mas essa outra saga não me atraiu, mas essa das cortes é maravilhosa. A Sarah tem uma precisão de bombas nessa série que NOSSA ela arrasa. Se você se você tem coração fraco, cuidado, vem revelações fortes. E claro, sou suspeita amo fantasia e essa série me pegou de jeito. Super indico.


 
9. Raio de sol

Eu irei amar e defender esse livro para sempre. Eu fui ler esse livro sem nenhuma expectativa mesmo, para mim era só mais um livro e não iria me tocar. Só que eu quebrei a minha cara com essas impressões que tinha do livro kkkkk.
Esse livro foi um presente em 2016 e um dos melhores presentes. Não consigo nem expressar em palavras o quanto esse livro é maravilhoso e precioso (só você lendo para saber)...


10. Midnight Lily

Não podia faltar na lista de melhores de 2016 a minha escritora favorita: Mia Sheridan. Teve algumas pessoas que não gostaram e outras amaram (eu). Este livro é muito controverso, porém é de uma beleza tão linda. O tema abordado nele é muito difícil ver em livros por aí, por isso ele é único. Não importa quem você é, se você é doente ou possui algum distúrbio você também pode amar e ser amado e ser a história mais linda de amor.






Esperamos por um 2017 com leituras ainda mais gostosas como essas. Bjos, Edy e Mary. <3
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...